Projeto Internacional

Realmente não ia demorar para ter um post nesse blog quase sem fotos.

O que me motivou a escreve-lo foi que minha namorada pediu para eu mostrar umas fotos do pessoal aqui e explicar um pouco do que eu faço. Infelizmente, a Daimler (ou Mercedes-Benz) é meio restrita quanto a fotos, por isso só vai ter uma do nosso escritório.

Mas, explicando sobre a empresa…

A Daimler

Eu entrei na Daimler pelo programa CAReer, que é como a empresa contrata talentos globalmente. Esse programa é composto basicamente de 3 projetos – funcional, entre-áreas e entre-divisões – com duração total de 12 a 15 meses, em geral um deles tem que ser internacional. Além dos projetos há estágios curtos na produção e nas concessionárias, mais dois treinamentos internacionais. Entre os treinamentos internacionais há também um projeto de inovação de negócios que deve ser apresentado no segundo módulo de treinamento.

Um carro da Mercedes-Benz (C63 AMG).

Essa empresa é uma das poucas do mundo que possui negócios tanto no ramo de carros quanto no de veículos comerciais (em geral empresas automotivas são focadas em um). Ela possui pelo menos umas 10 marcas (novamente, entre carros e veículos comerciais), sendo que Mercedes-Benz, tanto para carros quanto caminhões, é sem dúvida a mais conhecida.

Um caminhão da Mercedes-Benz (Actros).

No Brasil a planta fabrica caminhões e chassis para ônibus, os carros são importados.

Com toda essa enormidade que é a empresa eu vim parar em um lugar muito legal que é…

Das Gebäude Roser, meu local de trabalho

Aqui na Alemanha eu fico em um escritório com mais quatro pessoas, sendo que o time tem mais 3 que ficam em outra sala. O contraste com o Brasil é grande porque lá ficamos na fábrica e aqui ficamos em um prédio que só tem áreas administrativas. Na Alemanha mesmo há plantas maiores do que a do Brasil.

A sala em que trabalho.

Meu time é composto por Michaela e Thomas (compradores – à esquerda) e Nadia (a chefe – à direita, canto superior) e Bernadeta (assistente – a senhora à direita). Além deles ficam na outra sala Mathias, Marcus e Katharina (estagiária). Esse time compra peças para o chassis do caminhão (Michaela, Thomas e Marcus) e o sistema de resfriamento, como radiadores e coisas do gênero (Mathias).

Uma coisa muito boa é que o time inteiro fala inglês muito bem e são todos muito gente boa comigo.

A dinâmica é mais ou menos a seguinte: Mathias e Marcus são mais experientes, a Nadia é bem direta e tem um forte direcionamento estratégico, enquanto a Michaela e o Thomas estão se desenvolvendo e acumulando experiência em compras. No geral todo mundo se zoa bastante e sempre tem um espaço para fazer alguma piada com as mulheres. =D

Vale um comentário sobre o nosso gerente, Udo. Com todo respeito, ele é uma figura, muito gente boa e sempre com um sorriso no rosto ou uma brincadeira com o pessoal. Quando almoçamos juntos parece uma festa com piadas e o time rindo o tempo todo.

Tá mas enfim o que eu faço por aqui? =P

International Assignment

No começo do meu programa combinei com meu chefe que seria interessante fazer do projeto internacional uma chance de conhecer o estilo alemão de compras. Óbvio que eu não poderia liderar uma negociação, mas eu poderia trabalhar para algum time.

A primeira idéia surgiu de vir para o time da Nadia e trabalhar em algo para as peças de chassis. Depois de trocar umas idéias e ver um projeto de outro trainee resolvemos que eu ia fazer duas coisas:

1) Uma comparação de preços entre peças comuns.
Basicamente eu usei habilidades no excel para achar peças comuns entre três países (listas singelas de mais de 5000 itens) e assim comunicar os compradores dessas opções. A idéia é para tanto dar uma alavanca de negociação, quanto para sugerir a mudança de fornecimento. 

2) Análise de compras de peças grandes de aço.
Aqui mais amplo, dada uma demanda de um dos países que a Daimler tem planta, resolvemos comparar as condições de compra dessas peças. Não é tão trabalhoso quanto o anterior, mas depende de coordenar informações. 

No geral são trabalhos bem relacionados com inteligência de mercado e gestão da informação. Qualquer semelhança com o que desenvolvi na AIESEC é mera coincidência (haha).

Finalmente…

Por isso que eu moro em Esslingen, pois é onde fica o prédio. Claro que tive a opção de morar em Suttgart, que é perto e uma cidade maior. Eu preferi uma cidade mais calma para aproveitar o meu tempo melhor por aqui. Por exemplo, posso vir todo dia a pé para o trabalho e sempre chego em casa em menos de 15 minutos (nem se compara com São Paulo). Daí aproveito para ler, ficar mais tempo no trabalho e refletir um pouco sobre a vida. =D

A rotina da semana se resume a ir para o trampo e comer fora, seguindo as políticas da empresa. Naturalmente os finais de semana são livres e eu passo viajando.

Por um lado estou aprendendo bastante e gostando do estilo alemão em alguns aspectos. ^^

É isso! Meu próximo post “text-only” será sobre as pessoas que conheci por aqui. Até mais!

Sobre Tiago

Changemaker, facilitator, thinker.
Esse post foi publicado em Intercâmbio, Pessoas, Trabalho e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s