Berlim

Após uma viagem de seis horas de trem (e uma semana de treinamento antes) cheguei na sexta à noite em Berlim.

Berlim era certa nos meus destinos não somente por ser a capital da Alemanha, mas também pela história que a cidade viveu: muita intensa e muito recente.

Berlin Dom e o grupo.

Uma das primeiras coisas que fiz lá foi um walking tour de umas 4 horas. Tinha um grupo bem variado comigo e a guia ela meio maluca, mas muito inteligente.

Berlin Dom

Logo depois de uma volta rápida pela ilha dos museus paramos em frente à Berlim Dom. Infelizmente não entrei nessa igreja, mas seu exterior dá uma idéia do que há lá dentro.

Torre de TV e sua cruz.

Note bem a igreja da TV: reparou que o brilho do Sol forma uma cruz? Conta-se que os comunistas ergueram essa torre para mostrar o quão capazes eram, porém não esperavam o símbolo cristão assim tão bem representado. Isso era uma afronta ao regime, que restringia algumas religiões.

Os Portões de Brandemburgo.

Aí sim, após caminhar mais um pouco chegamos aos Portões de Brandemburgo. Ele ficava bem na separação entre a Berlim Ocidental e a Oriental, e foi isolado pelo muro para não ser acessado por nenhum dos lados.

Memorial do Holocausto.

Andando mais um pouco encontramos um memorial para as vítimas do Holocausto. A idéia desse labirinto é transmitir a sensação de estar perdido e sozinho, mesma que se sentia em um campo de concentração. Dando umas voltas aí pude perceber que ele consegue passar esse sentimento muito bem. Oo

Parlamento Nazista.

Um dos poucos prédios que não foi destruído nos bombardeios de Berlim. A grande pergunta é: por que? Ainda mais já que esse era um prédio do governo Nazista.

Um pedaço do Muro de Berlim.

Finalmente! Sei que não parece grande coisa, por isso vale lembrar que havia todo um esquema de segurança próximo ao muro. Parei em frente a ele e tentei perceber todos os detalhes dessa construção que um dia dividiu essa cidade, e o mundo.

Um dos ursos de Berlim.

Dando uma relaxada, parei nesse urso que é meio que um símbolo da cidade. Você encontra ele em vários pontos e com diversos tipos de pintura.

Check Point Charlie.

Terminando o tour passamos por Check Point Charlie, uma das três entradas para a Berlim Ocidental, na parte Americana. Esse aí é especial porque é por onde passavam os não alemães, e por ter no ar a maior tensão com a Rússia durante a Guerra Fria.

Sarcófagos no Neues Museum.

Já chegando ao Neues Museum pude ver um monte de artefatos do Egito. Seguem alguns que me chamaram a atenção.

Esfinge no Neues Museum.

Legal essa Esfinge né? Achei muito massa que você pode chegar bem perto das esculturas.

Demóstenes no Neues Museum.

E sim! Um achado! Esse busto é de um cara que eu admiro: Demóstenes. Um dos maiores Oradores Gregos, ele era gago. Como então conseguiu essa façanha? Treinou insessantemente sua dicção com pedras dentro da boca, tentando falar mais alto que o bater das ondas do mar. Na plenária, sem pedras e sem ondas, falar aos demais era tarefa muito mais fácil. ^^

Opernplatz ou Bebelplatz.

Depois do museu fui passear um pouco mais pelas cidade, enquanto o Sol se punha no final da avenida onde ficavam os…

Os Portões de Brandemburgo, à tarde.

Sem palavras, certo?

Topografia do Terror.

Escolhi uma foto para simbolizar a mostra da Topografia do Terror. Pouco se sabe sobre quem era essa homem, mas ve-lo assim nos faz perceber que havia plantada alguma esperança contra toda a lavagem cerebral que o Nazismo impôs à nação Alemã.

Indo embora, no aeroporto.

Finalmente uma adiantada de um post que estou planejando, sobre os aeroportos que passei. xD

Essa foi Berlim, mais uma cidade magnífica que ficou no meu roteiro. A única pena é que tive apenas um dia para aproveita-la, mas foi o suficiente para deixar uma vontade enorme de voltar para conhecer mais de sua história.

Próximo post sobre viagens: Barcelona!

Também estou escrevendo sobre meu trabalho, já já mando. ;D

Sobre Tiago

Changemaker, facilitator, thinker.
Esse post foi publicado em Cidades, Intercâmbio, Viagens e marcado , . Guardar link permanente.

2 respostas para Berlim

  1. Bibiana disse:

    Eu Viajo contigo amor!

    APROVEITA AO MÁXIMO!
    TUDO!
    SEMPRE!

    Te amo!!

    saudades!

  2. Mariana disse:

    nhaa queria ver mais fotinhas do museu, super lindo né?

    mas a melhor foto definitivamente é a do URSOOOOOOOO
    nháááá
    D89EWUR89UWERJAWERAWEORK
    fico tãooo legal😄

    enfim, espero um dia fazer esse walking tour em berlim e comprar um pedaço do muro que nem voce fez \o

    beeeigos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s